Close Menu
Clark Law Firm A Professional Corporation
Call 24/7 Hablamos Español-Falamos Português
1-877-841-8855
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn

$3 Milhões De Dólares De Indenização Judicial A Um Trabalhador Imigrante Português Lesado Em Projeto De Construção Na New Jersey Turnpike

Gerard H. Clark, da firma de advocacia Clark Law Firm, Advogado Especializado em Direitos dos Trabalhadores Imigrantes, recuperou mais de US$ 3 milhões em indenização por acidente de um trabalhador da construção civil, imigrante português de 48 anos, nascido na província de Estremadura, em Portugal. O litigante, estava trabalhando no dia 10 de dezembro de 2013 no turno noturno, em um projeto de recapeamento de New Jersey Turnpike, próximo a Hackensack, Nova Jersey. Enquanto trabalhava pegando destroços da construção, o funcionário foi atropelado por um caminhão dirigido por um encarregado. O caminhão não possuía alarme de ré ou câmera, infringindo as regras de segurança da OSHA – Conselho Administrativo de Segurança e Saúde Ocupacional.

Jacobs Engenharia, Inc, uma companhia multinacional, era companhia de engenharia responsável pelo projeto.  Em projetos de grande porte como o de recapeamento da rodovia NJ Turnpike, os engenheiros residentes são responsáveis pela supervisão e por garantir a segurança dos funcionários e contratados. De acordo com os regulamentos da OSHA e outras normas de segurança da indústria de construção civil, caminhões como os utilizados naquela obra devem ser equipados com alarme de ré.

Durante mais de 4 anos, os Advogado Gerard H. Clark e Mark Morris, juntamente com a sua equipe de assessoria da Clark Law Firm, trabalharam e lutaram pelos direitos deste trabalhador, enfrentando oposição das companhias de seguro e seus advogados. A Clark Law Firm e seus advogados foram intimidados pelas poderosas corporativas e companhias de seguro. No início do processo, Jacobs enviou uma carta ao escritório de advocacia Clark ameaçando, que se a Clark Law Firm não retirasse o processo, eles iriam atrás do escritório de advocacia e dos trabalhadores lesados por litígios frívolos. Veja a carta aqui. Esta tentativa de intimidação, fez com que a Gerard H. Clark e sua equipe trabalhassem incansavelmente com total dedicação e integridade a seu cliente e respeito às leis trabalhistas que protegem os trabalhadores neste país.

Clark e sua equipe revisaram dezenas e milhares de documentos que adquiriram em inúmeros depoimentos, contrataram os serviços de vários especialistas e escreveram centenas de páginas de pareceres judiciais. Os réus apresentaram vários recursos para que o caso fosse arquivado. Clark argumentou e ganhou todas as fases e recursos do processo, que levou o caso a julgamento em 2019, alcançou um veredicto inédito no montante de US$ 2.579 milhões e, finalmente, recuperou mais de US$ 3 milhões para o trabalhador merecedor.

Jacobs Engenharia, Inc, contratou um especialista que criou um relatório alegando que não é era necessário que os veículos presentes na obra possuíssem alarme de backup e que não faria nenhuma diferença. Porém, em diligentes investigações, foi descoberto que o mesmo especialista que escreveu o laudo tinha um alarme de backup instalado no caminhão que ele mesmo possui. Este especialista comprado e pago, testemunhou no tribunal alegando que havia perfeita visibilidade e visão desobstruída da parte de trás do caminhão, uma fabricação de auto evidência.

No julgamento Jacobs disse aos jurados que não cabiam sobre eles a responsabilidade de segurança de trabalho. Eles também alegaram que não estavam no local no momento do incidente e seu especialista testemunharia que o caminhão não necessitava de um alarme de backup. No julgamento, o escritório de advocacia Clark provou que todas estas alegações eram falsas. Inúmeros documentos e testemunhos provaram que a companhia era em fato responsável pela segurança do local de trabalho. Documentos confirmaram que eles poderiam instruir os empreiteiros a respeito do que fazer, e um memorando foi descoberto onde a companhia exigia que eles tivessem um alarme de ré em outro veículo. Aparentemente no julgamento eles esqueceram que anos antes eles haviam prestado declarações sob juramento que em fato eles estavam presente no local e testemunharam o incidente. Apesar de relatar aos jurados em declarações iniciais o que seus especialistas diriam em testemunho, em julgamento o time de defesa nem se preocuparam em chamá-lo para depor. Este é o slide de fechamento que usamos para provar este ponto.

Jacobs e sua seguradora também contrataram um médico de defesa para testemunhar que o trabalhador nunca sofreu lesões graves ou permanentes e que ele era um impostor. Um especialista em particular, Keith Benoff, PhD alegou que o trabalhador estava completamente “alerta e centrado” por todo o tempo enquanto hospitalizado e que apresentou uma pontuação de 15 na Escala de Coma Glasgow, veja a foto do quadro médico em que o funcionário se encontrava [clique aqui], e os registros médicos que confirmam as suas pontuações em Escala de Coma Glasgow caíram tão baixo quanto 8, o que indica “lesão cerebral grave”.

No final do julgamento, a Clark Law Firm conseguiu recuperar um montante superior a US$3 milhões, inclusive um veredicto substancial do júri contra o réu que ameaçava fazer com que a Clark Law Firm e seus funcionários fossem multados em grandes somas de dinheiro por terem aberto o processo.

Se você ou um ente querido se lesaram no trabalho, entre em contato com o escritório de advocacia Clark Law Firm, hoje mesmo. Podemos representá-los em contingência, sendo que quaisquer honorários a serem pagos pelos nossos serviços serão retirados da recompensa que conseguirmos receber em teu favor. A escolha de um advogado competente faz uma enorme diferença. Representamos qualquer cliente imigrante, documentados e indocumentados. Já recuperamos milhões de dólares para inúmeros trabalhadores lesados.  Entre em contato com o nosso escritório hoje mesmo.

Share This Page:
EnglishPortugueseSpanish